EUA: Procurador-geral do Kansas Acusa Pfizer de Riscos Ocultos na Vacina

Publicado por: Feed News
19/06/2024 12:15:57
Exibições: 236
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Procurador-geral encoraja outros estados a seguirem o exemplo e processarem a Pfizer


Ação Judicial e Acusações
Em uma notícia alarmante que reforça suspeitas há muito discutidas, o procurador-geral do Kansas iniciou um processo contra a Pfizer, acusando a empresa de ocultar riscos associados à vacina Covid-19 e de mentir sobre sua eficácia. A ação judicial alega que as declarações falsas feitas pelo fabricante farmacêutico violam a Lei de Proteção ao Consumidor do Kansas e exige uma indenização monetária não especificada. Isto é relatado pela Reuters.

 

O procurador-geral do Kansas declarou:

"A Pfizer fez várias afirmações enganosas para enganar o público sobre a sua vacina numa altura em que os americanos precisavam da verdade".

 

Riscos Ocultados e Eficácia Questionada
O processo aponta que, após a introdução da vacina no início de 2021, a Pfizer omitiu informações cruciais sobre complicações na gravidez, como aborto espontâneo, além de inflamações cardíacas conhecidas como miocardite e pericardite. Em contraste, representantes da Pfizer defenderam que todas as suas declarações eram "precisas e com base científica", considerando a ação judicial improcedente.

 

Advertências e Estudos Posteriores
Em junho de 2021, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA adicionou advertências sobre miocardite e pericardite aos rótulos das vacinas. Além disso, um estudo dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, em 2023, concluiu que a vacina contra a Covid-19 não está associada a complicações na gravidez.

 

Implicações e Ações Futuros
O procurador-geral do Kansas sugere que outros estados americanos, que cooperaram nesta investigação, também deveriam abrir processos semelhantes. Este caso segue um contexto mais amplo de crescente escrutínio sobre a segurança das vacinas Covid-19, como demonstrado pela recente admissão da AstraZeneca em tribunal sobre a possibilidade de sua vacina causar coagulação sanguínea fatal, um efeito colateral extremamente raro.

 

Conclusão
A notícia de que o procurador-geral do Kansas está processando a Pfizer por ocultar riscos da vacina Covid-19 levanta questões sérias sobre a transparência e a segurança das vacinas. Com outras jurisdições potencialmente seguindo o exemplo, este caso pode ter repercussões significativas para a Pfizer e para o debate público em torno das vacinas Covid-19. É crucial acompanhar de perto os desdobramentos desta ação judicial e as respostas de outras autoridades estaduais e federais dos EUA.

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags:

Mais vídeos relacionados