Cooperação Internacional: Argentina Transferirá Caças para a Ucrânia

Publicado por: Feed News
12/06/2024 16:22:00
Exibições: 265
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Argentina Supera Embargo Britânico com Ajuda da França


Primeiro País Latino-Americano a Disponibilizar Caças Militares para a Ucrânia

 

Em uma decisão histórica, a Argentina se tornará o primeiro país da América Latina a transferir caças militares para a Ucrânia, marcando um novo capítulo na cooperação internacional em tempos de conflito. O presidente argentino, Javier Millay, aprovou o plano de enviar cinco caças Super Etendard para a Ucrânia, aeronaves que estavam desativadas devido a um embargo imposto pela Grã-Bretanha. Esta informação foi divulgada pela Infobae.

 

Participação Francesa Crucial
A colaboração da França é fundamental para a efetivação da transferência das aeronaves, permitindo a superação do embargo britânico. As autoridades argentinas, em coordenação com os Estados Unidos e a NATO, têm trabalhado intensamente nas últimas semanas para viabilizar essa transferência. O plano foi articulado pela Ministra das Relações Exteriores, Diana Mondino, e pelo Ministro da Defesa, Luis Petri, que têm realizado reuniões estratégicas em Paris e Bruxelas.

 

Detalhes da Transferência
As discussões sobre a transferência de tecnologia incluíram encontros com o Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Stephane Sejournay, e uma reunião com a NATO. Além disso, houve conversações com Jake Sullivan, Conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca. O Ministro da Defesa argentino planeja visitas adicionais à sede da NATO e reuniões com seu homólogo francês em Paris para avançar com a entrega dos caças.

 

Embargo Britânico e Solução Alternativa
Os caças Super Etendard, adquiridos pela Argentina em 2019, nunca foram utilizados devido ao embargo britânico. O ex-presidente argentino, Mauricio Macri, comprou os aviões com a consciência de que ficariam inoperantes devido às restrições impostas por Londres. Durante a Guerra das Malvinas, esses caças demonstraram seu valor estratégico.

 

O plano de Millay prevê uma solução alternativa para contornar o embargo: a Argentina trocaria os Super Etendard por outros equipamentos militares, como drones ou helicópteros, com a França. A administração do presidente francês, Emmanuel Macron, ficaria responsável pela instalação de novos cartuchos de ejeção, necessários para a operação segura dos aviões. Dessa forma, a Argentina não se envolveria diretamente na guerra, enquanto a responsabilidade política recairia sobre a França.

 

Desafios Políticos
Contudo, a concretização do plano enfrenta desafios políticos. Com Macron enfrentando eleições parlamentares e possivelmente deixando a presidência, uma eventual vitória de Marine Le Pen, líder do bloco de extrema direita da União Nacional, poderia impedir a realização do plano de Millay.

 

Apoio Internacional
A transferência dos caças argentinos ocorre em um contexto de crescente apoio internacional à Ucrânia. A Holanda já anunciou a entrega dos primeiros caças F-16 para a Ucrânia neste verão, reforçando a aliança ocidental em defesa da integridade territorial ucraniana.

Mais vídeos relacionados