Macron rejeita acordo UE-Mercosul: "É muito mau para ambos os lados"

Publicado por: Editor Feed News
28/03/2024 21:30:07
Exibições: 56
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Macron critica acordo comercial UE-Mercosul: "É muito mau. Prefiro bater o pé"

 

Durante sua visita ao Brasil, o presidente francês Emmanuel Macron expressou forte descontentamento com o acordo comercial em negociação entre a União Europeia e o Mercosul. Ele classificou o acordo como "muito mau para os dois lados" e instou à elaboração de um novo pacto.

 

Em um fórum econômico em São Paulo, Macron declarou: "Prefiro bater o pé. Tal como está sendo negociado, é um acordo muito mau, para vocês e para nós". Ele criticou a ausência de considerações sobre biodiversidade e clima no acordo em discussão, enfatizando a necessidade de um novo pacto que leve em conta essas questões ambientais cruciais.

 

O presidente francês propôs o fim do acordo comercial vigente há 20 anos com o Mercosul e a criação de um novo acordo que seja mais responsável em termos de desenvolvimento sustentável, clima e biodiversidade.

 

O acordo em pauta entre a UE e o Mercosul foi fechado em 2019 após duas décadas de negociações e visa criar uma das maiores áreas de comércio livre do mundo, englobando um mercado de 770 milhões de habitantes com cerca de 100 bilhões de euros em comércio bilateral de bens e serviços.

 

Macron já havia expressado sua oposição ao acordo em outras ocasiões, argumentando que suas regras não estão alinhadas com as normas europeias. Apesar do acordo político alcançado em 2019, a adoção final foi bloqueada pela oposição de países como a França, especialmente em meio à crise agrícola na Europa.

 

Por outro lado, outros países europeus, incluindo Alemanha e Espanha, defendem a conclusão e entrada em vigor do acordo. O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, durante sua visita oficial ao Brasil, mostrou-se confiante na assinatura do acordo, ressaltando sua importância para a União Europeia em termos geopolíticos e econômicos.

 

As negociações entre o Mercosul e a UE foram retomadas em 2010 e ganharam impulso a partir de 2016, refletindo a busca por novos parceiros comerciais pela UE e as mudanças na postura dos EUA em relação ao comércio internacional.

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags: