Adoçante Aspartame na lista dos cancerígenos

Publicado por: Editor Feed News
30/06/2023 15:16:13
Exibições: 183
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay

O aspartame é um adoçante artificial amplamente utilizado em produtos alimentícios como substituto do açúcar.

 

Aspartame é um adoçante cerca de 200 vezes mais doce do que o açúcar comum, mas contém menos calorias, o que o torna uma opção popular para pessoas que desejam reduzir o consumo de açúcar.

 

No que diz respeito à sua segurança e possíveis efeitos na saúde, o aspartame tem sido objeto de muitos estudos e avaliações por parte de agências reguladoras e organizações de saúde em todo o mundo. A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos, a European Food Safety Authority (EFSA) e muitas outras autoridades regulatórias concluíram que o aspartame é seguro para consumo humano dentro dos limites estabelecidos.

 

No entanto, é importante observar que, como em qualquer substância, algumas pessoas podem ter sensibilidade ou reações adversas ao aspartame. Alguns estudos e relatos sugerem uma possível associação entre o consumo de aspartame e certas condições de saúde, como dores de cabeça, enxaquecas e reações alérgicas em indivíduos suscetíveis. No entanto, esses efeitos são considerados raros e não foram comprovados de forma consistente em pesquisas científicas de alta qualidade.

 

Quanto à inclusão do aspartame na lista de produtos cancerígenos pela IARC (International Agency for Research on Cancer), é importante esclarecer que a IARC avalia e classifica substâncias com base em sua capacidade de causar câncer em alguma circunstância, mas isso não significa necessariamente que a substância em questão seja cancerígena em todas as situações ou em todos os níveis de exposição.

 

A classificação da IARC se baseia em evidências limitadas em estudos com animais e algumas evidências limitadas em estudos com humanos, e é importante considerar que a exposição ao aspartame em níveis típicos de consumo humano é muito baixa. É sempre recomendado que as pessoas consultem profissionais de saúde e sigam as orientações de órgãos regulatórios em relação ao consumo de adoçantes e outros alimentos.

 

Finalmente, embora a inclusão do aspartame na lista de produtos cancerígenos pela IARC possa gerar preocupações, as autoridades regulatórias e a maioria das organizações de saúde em todo o mundo consideram o aspartame seguro para consumo humano dentro dos limites estabelecidos. Como em qualquer substância, é importante consumi-lo com moderação e estar ciente de qualquer reação pessoal que possa surgir.

 

Por Mike N

Conteúdista The Mobile Television Network

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags: