Candidato à presidência, Yang quer dar mil dólares por mês a cada americano (e explica como) | TVSOTEROPOLITANA.com Para Dispositivos Moveis

Andrew Yang, candidato às eleições americanas em 2020, tem uma medida inovadora que promete açambarcar alguns votos. Yang quer dar mil dólares por mês a cada cidadão.   A concorrer pela primeira vez às eleições americanas, Andrew Yang é considerado um ...

noticias, artigos, notas, releases, pautas, tv, acontecimentos, fatos, reportagens

Candidato à presidência, Yang quer dar mil dólares por mês a cada americano (e explica como)

Publicado por: Redação
28/10/2019 12:39:44
Collision Conf / Flickr
Collision Conf / Flickr

Andrew Yang, candidato às eleições americanas em 2020, tem uma medida inovadora que promete açambarcar alguns votos. Yang quer dar mil dólares por mês a cada cidadão.

 

A concorrer pela primeira vez às eleições americanas, Andrew Yang é considerado um outsider. Numa das suas propostas mais mediáticas, o candidato propõe-se a oferecer mil dólares por mês a cada cidadão americano. Em declarações à NPR, Yang explicou que este rendimento é necessário para lidar com as perdas de postos de trabalho advindas da automação.

 

Adicionalmente, ajudaria as pessoas a ter mais recursos para procurar trabalho, cuidar de um familiar, começar um negócio ou participar em trabalhos sem fins lucrativos. Contudo, realçou que este dinheiro não serviria para substituir o salário e não iria resolver todos os problemas, obviamente.

 

Como empreendedor que é, Yang explicou como pretende fazer isto. Os interessados neste rendimento extra teriam de abdicar de qualquer outro benefício que obtivessem do Governo.

 

O dinheiro poderia ser usado em tudo aquilo que os cidadãos quisessem, sem qualquer tipo de restrição. “Se você receber o dinheiro em janeiro e comprar uma televisão grande, talvez não devesse ter comprado a televisão, mas a decisão é sua, é o seu dinheiro“, elucidou Yang.

 

“Para mim, o benefício de colocar este tipo de autonomia nas mãos das pessoas supera em muito a tentativa de direcioná-la para despesas específicas. Mas direi novamente que ainda precisamos de trabalhar muito para resolver os problemas reais na nossa sociedade”, acrescentou.

 

O candidato às eleições americanas realçou ainda o peso dos dados pessoais nos dias de hoje. “Como estamos numa era de tecnologia e inovação sem precedentes, os nossos dados pessoais agora valem mais que o petróleo. E não estamos a ver isto. As empresas que estão a ver esse valor são a Amazon, o Facebook, a Google e as grandes empresas tecnológicas”, explicou.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Noticias

Vídeos relacionados