Líderes do grupo “Mulheres contra Bolsonaro” buscam Defensoria da Bahia | TVSOTEROPOLITANA.com Televisão para Dispositivos Moveis

Por Lucas Fernandes  As criadoras do movimento nas redes sociais procuraram a Instituição para salvaguardar tanto o direito à liberdade de expressão quanto própria integridade física   Três repr...

dpb, defensoria, salvador, bahia, tv, soteropolitana, stj, agravo, recurso, especial, confusa, contraditória, absurda, hackers, incoerente

Líderes do grupo “Mulheres contra Bolsonaro” buscam Defensoria da Bahia

Publicado por: Redação
18/09/2018 21:50:23
Divulgação/DPE
Divulgação/DPE

Por Lucas Fernandes 


As criadoras do movimento nas redes sociais procuraram a Instituição para salvaguardar tanto o direito à liberdade de expressão quanto própria integridade física

 

Três representantes do grupo Mulheres Unidas contra Bolsonaro, que juntou milhares de brasileiras nas redes sociais contra o candidato à presidência, procuraram a Defensoria Pública do Estado Da Bahia – DPE/BA na tarde desta terça-feira, 18, para relatar ameaças que têm sofrido por conta da criação da página. O grupo, que ganhou grande visibilidade nas últimas semanas, foi alvo de invasões hackers, amplamente divulgadas pela imprensa, chegando a ficar fora do ar e a ter o perfil completamente alterado.

 

“Primeiro liberdade de expressão, né? Porque num estado democrático não estamos cometendo nenhum crime, seguimos o que determina a lei eleitoral do país. Não é possível que tenhamos que ser silenciadas dessa forma. Eu me sinto como uma sequestrada / segregada virtual”, indignou-se a baiana criadora do grupo, Ludimilla Teixeira, ao ser perguntada pela assessoria de comunicação da DPE/BA sobre o que elas esperavam com a denúncia. Além da invasão das páginas, foram hackeados e-mails, whatsapp e dispositivos pessoais, como smartphone.

 

Segundo Ludimilla, as senhas continuam em posse de terceiros. “Estou sem telefone, tenho que ir à operadora resgatar o meu chip, que foi localizado em São Paulo. O ataque começou através do meu aparelho”, relatou. Ela acredita que os invasores continuam em posse, inclusive, de arquivos pessoais, pois usava há muito tempo o e-mail que foi hackeado.

 

O defensor público geral do Estado, Clériston Cavalcante de Macêdo, comentou que a Instituição de acesso à justiça repudia esse atentado ao Direito de Expressão e que a livre manifestação é essencial para a democracia. Após receber e orientar as vítimas do ataque cibernético, a Administração Superior da Defensoria encaminhou-as ao Ministério Público da Bahia – MPBA, onde foram recebidas pela procuradora-geral, Ediene Lousado.

 

Também foram expedidos ofícios ao delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito Filho, para diligências quanto à denúncia feita na 12ª delegacia, e ao comandante da Polícia Militar da Bahia, Coronel Anselmo Brandão, para a garantia da integridade física das organizadoras.

 

“A Defensoria vai dar apoio logístico, para resguardar o direito associativo que elas têm, bem como procurar junto às autoridades policiais resguardar a integridade física das proprietárias do grupo”, ressaltou o coordenador das Defensorias Regionais em substituição, Pedro Casali Bahia, que atendeu as criadoras do Mulheres Unidas Contra Bolsonaro no gabinete do defensor-geral.

 

MAIS DE 1 MILHÃO DE MULHERES

Conforme a assessoria de comunicação do Mulheres unidas Contra Bolsonaro, hoje o grupo soma mais de 1 milhão de mulheres. “Isso por si só já um fato histórico, é emocionante, mas principalmente sintomático, pois aponta que uma quantidade expressiva de mulheres não aprova e não aprovará discursos de ódio de caráter misógino, racista e homofóbico. Faremos frente para defender que nossos direitos conquistados, hoje enfrentando grande ameaça, não sejam deslegitimados e o movimento é a oportunidade dessas mulheres encontrarem um local de pertença onde podem debater temáticas político-sociais e construir um imaginário coletivo daquilo que consideramos uma sociedade justa e igualitária”.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Ganhe Dinheiro Revendendo Roupas

Comentários