Mulheres vítimas de violência terão apoio para conquistar autonomia financeira | TVSOTEROPOLITANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Mulheres soteropolitanas, principalmente aquelas que sofreram algum tipo de violência, contarão com o apoio da Prefeitura, em parceria com Sebrae.

mulher, violencia, relacionamento, brigas, separação, contas, empoderamento, autonomia

Mulheres vítimas de violência terão apoio para conquistar autonomia financeira

Publicado por: Redação
02/12/2017 15:46:43
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

Mulheres soteropolitanas, principalmente aquelas que sofreram algum tipo de violência, contarão com o apoio da Prefeitura, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas na Bahia (Sebrae-BA) e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para que possam conquistar autonomia financeira. O apoio será prestado na nova Sala da Mulher Empreendedora, no Centro de Referência de Atendimento à Mulher Loreta Valadares, localizado nos Barris. O espaço já está aberto

 

O primeiro curso a ser ofertado na Sala da Mulher Empreendedora será o de Doces Finos, a partir do dia 14 desse mês, para um público de 15 mulheres. As inscrições já podem ser feitas a partir dessa sexta-feira (01), no prédio do Loreta Valadares, ou por meio do telefone (71) 3235-4268. A prefeitura e o Senac também discutem a possibilidade de oferecer um curso de panificação para a produção de panetone na semana que antecede ao Natal.

 

Para a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude, Taíssa Gama, esse é o início de uma grande parceria que pode ser ampliada no futuro. “É um sonho inaugurar essa sala. Nós queremos transformar o Loreta num Centro de Referência para todas as mulheres de Salvador. Quando a mulher pensar em ter atendimento, espero que ela pense no Loreta, para que possamos atende-la em tudo que ela precisar”, afirmou.

 

Segundo ela, a sala também representa o início da introdução e reintrodução do público feminino no mercado de trabalho: “As mulheres que são vítimas de violência precisam ter a quebra do vínculo financeiro com o agressor, marido ou companheiro, e aqui nessa sala nós iremos ajudá-la a se reencontrar uma ocupação profissional”, acrescentou.

 

A Sala da Mulher Empreendedora vai contar com cursos especializados para o público feminino que é atendido no centro de referência e também para o público externo, desde que o foco para as mulheres seja mantido. Com a iniciativa, mulheres que antes se submetiam aos maus-tratos dos maridos, por dependência financeira, terão autonomia e oportunidade de construir uma carreira.

 

O Sebrae disponibilizará atendimento, de terça a quinta-feira. A partir do mapeamento das habilidades e potencialidades das cadastradas, a entidade pretende abrir novos cursos e oficinas, tanto para as mulheres vítimas de violência e acolhidas no Loreta Valadares, como para o público externo. Quem tiver interesse em se cadastrar para participar dos cursos e oficinas deve levar RG e CPF ao local.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados