Plantão da Defensoria garante doação de órgãos em caso inédito | TVSOTEROPOLITANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Por Lucas Fernandes DRT/BA 4922   Apesar de não cumprirem os requisitos legais para doação dos órgãos, familiares contaram com a celeridade da DPE/BA e do TJBA   Na morte, doar vida. Esse era o grande desejo de Bárbara Jesus da Paz, 40 anos. Ela falec...

dpb, defensoria, salvador, bahia, tv, soteropolitana, tvsoteropolitana, stj, agravo, recurso, especial, confusa, contraditória, absurda, incoerente

Plantão da Defensoria garante doação de órgãos em caso inédito

Publicado por: Redação
23/08/2017 09:30:53

Por Lucas Fernandes DRT/BA 4922

 

Apesar de não cumprirem os requisitos legais para doação dos órgãos, familiares contaram com a celeridade da DPE/BA e do TJBA

 

Na morte, doar vida. Esse era o grande desejo de Bárbara Jesus da Paz, 40 anos. Ela faleceu na última sexta-feira, dia 18, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral – AVC e ficar internada, por uma semana, no Hospital do Subúrbio, em Salvador. A filha de 12 anos e o companheiro, o vigilante Marivaldo Carvalho, receberam a triste notícia de que ela tinha sofrido morte cerebral ainda na sexta, à noite.

Para cumprir a vontade de sua companheira, Marivaldo recorreu, imediatamente, à Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos – CNCDO, do Governo estadual. Mas, de acordo com a lei, a autorização da doação só poderia ser feita por cônjuge ou parente, maior de idade, de segundo grau. Portanto, nem ele e nem a filha atendiam aos requisitos.

 

Com a ajuda da Coordenadoria Estadual de Transplante – CET, Marivaldo procurou a Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA para peticionar autorização judicial para a doação dos órgãos. De acordo com o defensor público Armando Fauaze Novaes, que recebeu a documentação, esse é um caso inédito na Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA. Em plantão, ele ajuizou, em caráter de urgência, a ação no Tribunal de Justiça da Bahia – TJBA, que foi deferida com celeridade pela juíza Juliana de Castro Madeira Campos, no mesmo dia.

 

A retirada dos órgãos ocorreu no sábado, dia 19, às 22h30, e foram doados os dois rins, o fígado, o coração e as duas córneas. Segundo Fauaze, esse é um dos casos em que você se doa por completo, se motiva e que é extremamente gratificante para o servidor. “Fico muito feliz em ser uma pessoa direcionada por Deus para estar presente naquele momento, para preparar os meios adequados para resolver a situação, e, consequentemente, mostrando a importância da Defensoria Pública para a sociedade”, exclamou o defensor público.

 

Doação

A médica e coordenadora estadual de transplante da CET, Rita de Cássia Martins Pedrosa, que acompanhou de perto o caso, conta que em quase 30 anos de trabalho na área de doação de órgãos raramente viu tanta disposição da família para cumprir a vontade da doadora. Ela pretende convidar a família de Bárbara Jesus da Paz para, com sua história, protagonizar campanha pró-doações.

 

De acordo com Rita Pedrosa, o atendimento da DPE/BA e do TJBA, na situação, foi de excelência. “Foram perfeitos comigo, além das minhas expectativas. Ligaram às 23h, acompanharam o caso com zelo, todos participaram do processo, houve sintonia, sabe? Foi uma situação do bem, tudo cooperou para o bem. Foi meu presente de aniversário”, agradeceu a médica, que completou nova idade na sexta.

 

O Plantão da Defensoria funciona aos sábados, domingos e feriados, na Rua Pedro Lessa, n° 123, no Canela, das 8h às 18 horas. Contatos podem ser mantidos através do telefone (71) 3116-0511.

 

 

Compartilhar

Vídeos relacionados