Comédia que retrata a Salvador dos anos 1970 estreia nos cinemas | TVSOTEROPOLITANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Comédia que retrata a Salvador dos anos 1970 estreia nos cinemas Uma comédia produzida na Bahia promete surpreender os espectadores ao retratar o estilo de vida dos anos 1970, além de garantir boas gargalhadas. Assim é “A Finada Mãe da Madame”, longa q...

filmes, séries, diversão, episódios, clipes

Comédia que retrata a Salvador dos anos 1970 estreia nos cinemas

Publicado por: Redação
23/08/2017 09:10:26

Comédia que retrata a Salvador dos anos 1970 estreia nos cinemas


Uma comédia produzida na Bahia promete surpreender os espectadores ao retratar o estilo de vida dos anos 1970, além de garantir boas gargalhadas. Assim é “A Finada Mãe da Madame”, longa que estreia nos cinemas de Salvador no dia 24 de agosto. Com elenco formado, em sua maioria, por atores baianos (Rafael Medrado, Andréa Nunes, João Lima, Margarida Laporte, Alan Miranda, Bertrand Duarte), o filme conta com participação especial da atriz Ângela Vieira, que viverá uma das personagens centrais da trama. O longa, dirigido e roteirizado por Bernard Attal, é inspirado na peça do dramaturgo francês Georges Feydeau. A história, inicialmente contextualizada na França dos anos 1900, foi adaptada para a Bahia dos anos 1970.  

 

 O filme conta a noite de um jovem bancário – cuja vida matrimonial e profissional vai ser transtornada após o anúncio do falecimento da sua sogra. Com suas peripécias, seu ritmo rápido e sua trilha sonora da época, o filme busca divertir o público nostálgico de uma Bahia pré-moderna. Apesar do tom leve, “A Finada Mãe da Madame” faz também uma crítica feroz dos defeitos, preconceitos e pusilanimidade de uma certa classe média baiana.          

Salvador dos anos 1970 – Apesar de retratar uma época histórica recente, não foi tão fácil reconstituir a cenografia da cidade. Para buscar locações com a cara dos anos 1970, foram feitas diversas pesquisas nos bairros da capital, como o Barbalho, Lagoa do Abaeté, 2 de Julho, Brotas e Ribeira, fugindo, assim, dos pontos turísticos tradicionais da cidade. “Muitos lugares foram descaracterizados. É uma pena, já que essa época foi de muita riqueza cultural para a Bahia. Mesmo assim, conseguimos identificar ruas e prédios interessantes e uma casa com o perfil que buscávamos, no Barbalho, e a transformamos em um verdadeiro estúdio de gravação”, conta o diretor.



Um filme com a cara da Bahia – Bernard fez questão de escalar atores locais para o elenco. “Como a comédia é um dos pontos fortes do teatro baiano, eu queria aproveitar ao máximo essa fonte impressionante de atores de talentos que temos aqui. A exceção fica por conta da escalação da atriz Ângela Vieira. Achei interessante inserir uma atriz carioca no contexto do filme, para evidenciar que o desprezo que ela sente pelo genro (Rafael Medrado) ocorre também por motivos regionais”, destaca.



A atriz Ângela Vieira, que atualmente vive as personagens Lígia, na novela Pega Pega, e Gisela, na reprise de Senhora do Destino,na Rede Globo, protagoniza “A Finada Mãe da Madame” e está na expectativa para o lançamento nos cinemas. “O filme é divertido, e conta com excelentes profissionais sob a direção precisa de Bernard Attal. Foi um prazer estar com essa turma!”, avalia. Veterana no teatro e na TV, Ângela teve participações importantes no cinema, como em “Viva Zapata” (Luiz Carlos Lacerda), “Angel” (Sergio Rezende). 

      

Comédia – Ao apostar na comédia, gênero que exige maior precisão do ator, o filme também traz esse desafio para o elenco. “A comédia sempre esteve presente na minha vida e nos meus trabalhos e Bernard (diretor) me convidou a navegar num oceano que eu gosto de estar, de "mergulhar". A engenhosa peripécia do filme esteve presente durante toda a filmagem e, como uma orquestra, com toda a delicadeza que lhe é particular aos detalhes, ouvimos e nos entregamos, nos divertimos e vivemos o filme", conta o ator Rafael Medrado.

 


Sinopse – Na Bahia dos anos 1970, Lúcio (Rafael Medrado), um bancário de 30 anos, volta de madrugada, fantasiado e embriagado, de uma festa no Clube dos Fantoches.  Ele deve enfrentar a ira da sua esposa, Terezinha (Andrea Nunes), que aproveita o momento para se queixar da falta de carinho do seu marido e também da sua irresponsabilidade quanto às finanças da casa. A briga finalmente se esgota quando Prudêncio (João Lima) bate na porta da casa. O mordomo anuncia a morte da mãe de Terezinha (Ângela Vieira). A notícia deixa Terezinha desesperada, mas deve resolver o aperto financeiro de Lúcio. Até os empregados da casa resolvem se meter e criar ainda mais confusão na vida burguesa do casal.

 

O diretor – Radicado na Bahia, o diretor e roteirista Bernard Attal lançou seu primeiro longa-metragem em 2013, A Coleção Invisível, texto adaptado de um drama alemão dos anos 1920 para o Brasil contemporâneo. Com os atores Vladimir Brichta e Walmor Chagas no elenco, foi vencedor de 14 prêmios no circuito dos festivais e exibido em canais fechados como HBO, Canal Brasil e Telecine.  

        

“A Finada Mãe da Madame” foi um dos projetos vencedores do edital 2014 do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) e do Fundo Setorial de Audiovisual da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

 


Link para o trailer: A  FINADA

 

Elenco

Rafael Medrado (Lúcio)

Andrea Nunes (Terezinha)

Ângela Vieira (Sogra de Lúcio)

João Lima (Prudêncio)

Margarida Laporte (Daiana)

Harildo Déda (Lúcio velho)

Bertrand Duarte (dono da funerária)

Alan Miranda (taxista)          

 

Ficha técnica

Direção e roteiro: Bernard Attal

Fotografia: Matheus Rocha

Direção de Arte: Carol Tanajura

Figurino: Diana Moreira

Edição: Marcos Lê

Musica: Silvain Vanot

Som: Alex Reis e Ana Luiza Penna

Produção: Diana Gurgel, Gel Santana e Susan Kalik


Vídeos relacionados