Ex-empregada doméstica se forma em Direito em Salvador | TVSOTEROPOLITANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Maria Aloísia de Jesus dos Santos supera dificuldades e se torna advogada   Quanto vale um sonho? Vale o tamanho de sua força de vontade para conquistá-lo. E foi isso que a ex-empregada doméstica fez. Na última quarta-feira (26), Maria Aloísia de Jesus...

escola, salas, vazias, ausencia, alunos, fnde, mec, universidade, cursos, direito, empregada

Ex-empregada doméstica se forma em Direito em Salvador

Publicado por: Redação
10/08/2017 10:35:05

Maria Aloísia de Jesus dos Santos supera dificuldades e se torna advogada

 

Quanto vale um sonho? Vale o tamanho de sua força de vontade para conquistá-lo. E foi isso que a ex-empregada doméstica fez. Na última quarta-feira (26), Maria Aloísia de Jesus dos Santos, conseguiu realizar seu maior sonho: se formou em Direito pela Faculdade UNINASSAU, unidade Pituba. Já aprovada no exame da OAB desde janeiro deste ano, a cerimônia foi marcada por muita emoção.

 

Nascida na Zona Rural de Valença, Maria começou a trabalhar aos 7 anos, em casa de família, já que sua mãe tinha que sustentar os sete filhos sozinha, ela conta que não foi fácil. “Passamos por muitas dificuldades, eu trabalhava e muitas vezes o que recebia em troca era a comida e material da escola”, diz. Depois que seus irmãos resolveram vir para a capital baiana para trabalhar, Maria decidiu traçar o mesmo percurso logo depois e tentar uma vida melhor. Em Salvador, ela continuou a trabalhar como doméstica e só em 2012 teve seu primeiro emprego de carteira assinada, em uma empresa terceirizada, na função de serviços gerais. Ela diz que foi aí que seu amigo do trabalho Eduardo abriu seus olhos para o sonho em cursar o nível superior. “Já que eu não tinha como pagar uma faculdade particular, ele me mostrou os passos para conseguir ingressar através do Fies”, explica.

 

Já estudando, Maria teve muito apoio dos colegas e professores do curso de Direito, todos sabiam do esforço que ela fazia para estudar. “Eles me ajudaram muito, desde os materiais de sala até na carona de volta para casa”, explica. Em 2015, iniciou um estágio em um escritório de advocacia, e como a bolsa auxílio era bem menor que um salário mínimo, Maria teve que voltar a fazer faxina aos finais de semana para complementar sua renda. Entre uma faxina e outra, ela se preparava nas madrugadas para o Exame da Ordem dos Advogados (OAB). E esse tamanho esforço não foi em vão: no XXI Exame da OAB, realizado em janeiro deste ano, Maria foi aprovada.

 

O coordenador do curso de Direito da Instituição, Vinicius Maia, diz que histórias como de Aloísia motivam e servem como inspiração, ao transmitir lições que ultrapassam o Direito. “Ter a oportunidade de contribuir para a transformação de uma vida, faz com que nossa profissão tenha muito mais sentido”, enfatiza. Para Maria, ex-empregada doméstica e agora advogada, o sonho não morre jamais. “Não existe outro caminho para vencer na vida, se não for através do estudo e a Faculdade que fez parte disso, pois me recebeu de braços abertos”, conclui.


Comentários