Toque: a energia que comunica | TVSOTEROPOLITANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Por Orkut Buyukkokten   Quando eu cheguei nos Estados Unidos, uma das coisas que senti falta sobre a vida na Europa era como as pessoas se sentiam confortáveis com o toque. Em casa, o toque era uma importante parte de nossa comunicação cotidiana. Quand...

orkut, tocar, toque, redes

Toque: a energia que comunica

Publicado por: Redação
17/05/2017 15:56:09

Por Orkut Buyukkokten

 

Quando eu cheguei nos Estados Unidos, uma das coisas que senti falta sobre a vida na Europa era como as pessoas se sentiam confortáveis com o toque. Em casa, o toque era uma importante parte de nossa comunicação cotidiana. Quando saudamos alguém, damos um beijo na bochecha e ficamos próximo da pessoa e olhamos nos olhos de forma prolongada. A menos que estejam com amigos próximos ou familiares, as pessoas aqui não têm contato físico, exceto pelo aperto de mãos. Eles defendem com vigor o que chamam de espaço pessoal. Eu nunca vi as bolhas. Continuo não vendo.

 

Sou especialmente sensível à energia que dou e recebo quando estou com outras pessoas. Todo mundo tem uma aura à volta, uma energia que comunica com seus corpos. A energia é periférica para a pele e é essa a sensação que temos pouco antes de entrar em contato físico com outras pessoas que estão na sala e nos espaços conosco. A forma como uma pessoa se comporta, como ela se posiciona em relação a nós, como nos toca e nos segura é uma linguagem que pode nos dizer mais do que palavras sobre como elas estão se sentindo e até sobre o que estão pensando sobre nós. O desejo e a ausência de contato físico com outra pessoa podem nos levar a paroxismos de prazer e tristeza. A linguagem corporal é uma das nossas formas mais sensíveis de compartilhar nossas emoções com outras pessoas.

 

O toque é como nós espalhamos a compaixão, a empatia e o amor. É como nos vinculamos e criamos confiança. É como desenvolvemos intimidade com outras pessoas. O toque está programado em nosso DNA. Aprendemos desde o momento em que somos crianças a partir do abraço de nossas mães que o toque é proteção, apoio e amor, algo sem o qual não podemos viver.

 

Não é nenhuma surpresa que o toque cura a mente, o corpo e o espírito. É um dos melhores remédios que temos. Há alguns anos, eu decidi estudar massagem. Fiz aulas à noite e aos fins de semana durante dois anos e me tornei um massagista avançado. Em casa, tenho uma mesa de massagem e regularmente trago os meus amigos para fazer massagens. É incrível ver os efeitos positivos da massagem terapêutica. Muitas vezes, depois de algumas sessões, sua ansiedade, estresse e a depressão começam a desaparecer.

 

Se você me conhece, sabe que eu adoro abraçar. Eu provavelmente lhe dei um abraço em vez de um aperto de mão na primeira vez que nos conhecemos. Se formos amigos íntimos, provavelmente o envolvi em meus braços e o segurei. Quando você abraça alguém, o hormônio do amor (ocitocina) é liberado, fazendo você se sentir aquecido. Estudos têm demonstrado que a ocitocina pode ajudar a diminuir a depressão, ajustar o seu sistema imunológico, torná-lo mais jovem e mais vibrante, diminuir a pressão arterial e reduzir a tensão. A química também tem sido vinculada à conexão social. Abraçar é uma maneira de desenvolver amizades e relacionamentos românticos.

 

O toque é, naturalmente, uma das nossas formas mais importantes de nos conectarmos com outras pessoas. Contudo, muito cedo aprendemos, desde a tenra idade, a não tocar em estranhos, a não nos tocar e a não tocar em amigos do mesmo sexo. Muitas pessoas têm receio de se expressar com os seus corpos. Nós não sabemos como ser fisicamente íntimos. Este é um pensamento terrível, porque as únicas alternativas à intimidade são a desesperança e a solidão. Como nos esquecemos da nossa linguagem mais importante?

 

Eu gostaria que você começasse a reaprender a linguagem do toque. Gostaria que você começasse a comunicar mais com seu corpo. Toque e seja tocado com mais frequência. Faça massagens com os amigos. Pratique yoga. A yoga é uma ótima forma de aumentar o toque por meio de ajustes com as mãos e o autotoque. Mais importante, dê abraços em vez de apertos de mão. Não tenha medo de mostrar afeto por um amigo ou um estranho com um abraço. Abrace seus amigos e seus vizinhos também. Quando abraçá-los, não tenha medo de apertá-los! Você pode enviar muitos sentimentos neste espaço que há entre vocês. Abrace-os pela esquerda, assim seus corações se tocarão. Não há nada como a intimidade que você compartilha quando sente o batimento

 

*Orkut Buyukkokten, é uma referência no segmento de tecnologia e redes sociais, conhecido pela criação da famosa rede social Orkut.com e o novo app hello.

 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados