Carnaval: Álcool em excesso prejudica ereção e diminui lubrificação feminina | TVSOTEROPOLITANA.com Para Smart TV, PC e Mobiles

Para quem vai cair na folia neste Carnaval e quer aproveitar ao máximo os momentos de curtição é bom ficar alerta aos excessos com bebida alcóolica. O que todo mundo sabe é que o álcool funciona como um desinibidor no momento da conquista, mas...

carnaval, libido, alcool, ereção, pênis, vagina, sexo, preservativos

Carnaval: Álcool em excesso prejudica ereção e diminui lubrificação feminina

Publicado por: Redação
17/02/2017 10:35:00

Para quem vai cair na folia neste Carnaval e quer aproveitar ao máximo os momentos de curtição é bom ficar alerta aos excessos com bebida alcóolica. O que todo mundo sabe é que o álcool funciona como um desinibidor no momento da conquista, mas poucos conhecem as dificuldades que podem enfrentar quando ultrapassam o sinal amarelo do organismo. É o que alerta o urologista e especialista em fertilidade e saúde masculina.  

 

“A bebida alcóolica age como relaxante no corpo. Beber mais de um copo, dependendo do peso do corpo, pode afetar a capacidade de sentir prazer. A respiração, a circulação e a sensibilidade das extremidades também são afetadas”, salienta Leme. 

 

Quando estamos excitados, naturalmente, é preciso maior circulação sanguínea pelo corpo, trazendo oxigênio, principalmente à região íntima. O problema é que o álcool reduz a quantidade de água no organismo, comprometendo a performance. 

 

Com a circulação irregular, os homens sofrerão com dificuldade de ereção, por conta do aumento do hormônio angiotensina e as mulheres com a falta de lubrificação, o que pode causar lesões e dores nas relações. 

 

Mas e o orgasmo? De acordo com um estudo realizado em 2004, 11% dos consumidores frequentes de álcool tinham dificuldades para atingir o orgasmo. Os homens apresentavam problemas para ejacular e as mulheres necessitavam de muito mais estimulação do que aquelas que não faziam uso de bebidas. 

 

“O álcool vai prejudicar a circulação e a parte neurológica do indivíduo, causa perda do senso de organização e coordenação motora, podendo levá-lo a falhar na hora 'H'. Quando consumimos em excesso, a sensação de relaxamento e desinibição dá lugar à sonolência, efeito não esperado”, destaca.