Prossegue a educação domiciliar no País | TVSOTEROPOLITANA.com Para Dispositivos Moveis

  Léo Danieli   Numerosos indícios mostram que progride no Brasil a benéfica “homeschooling” (escola em casa). Segundo “O Estado de S. Paulo” (24-12-16), já haveria 6000 alunos aprendendo no próprio domicílio.

escola, salas, vazias, ausencia, alunos, fnde, mec

Prossegue a educação domiciliar no País

Publicado por: Redação
10/01/2017 19:45:22

 

Léo Danieli

 

Numerosos indícios mostram que progride no Brasil a benéfica “homeschooling” (escola em casa). Segundo “O Estado de S. Paulo” (24-12-16), já haveria 6000 alunos aprendendo no próprio domicílio. Nessas condições, inserindo-se o Brasil num grupo de quase uma dezena de países, tendo à frente os EUA com cerca de 6 milhões de alunos, além da Inglaterra, França, Canadá, Itália, Portugal, Austrália e outras nações onde a legislação permite essa forma de ensino.

 

Esse método, chamado de “homeschooling”, cresce devido a uma reação de pais e mães de família indignados com o ensino imoral que seus filhos vem recebendo em certas escolas, assim como uma reação contrária à cent ralização do Estado, que vem fazendo estragos em toda parte.
Mas, dizem alguns: “Afinal, por que ‘bastar-se a si mesmo’, como parecem querer essas famílias? Não é um tipo fino de egoísmo? De condenável autossuficiência?”.

 

“Bastar-se a si mesmo” é um princípio essencial da vida humana... e do bom senso. E também da doutrina católica, onde ele figura com o nome de princípio da subsidiariedade, conforme o expõe o Papa Pio XI na encíclica Quadragesimo Anno. Uma autoridade central deve ter uma função subsidiária, executando apenas as tarefas que não podem ser realizadas de forma eficaz em um nível mais imediato ou local.
Os motivos que levam os pais a optar pelo “homeschooling” vão desde a insatisfação com o bullying nas escolas (atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia), até o medo em relação à integridade física e psicológica dos filhos (Fonte: Associação de Defesa do Ensino Domiciliar – HSLDA).

 


Vamos ao ponto: um organismo é e deve ser um todo centralizado ou descentralizado?
Ele tem um princípio de unidade, mas esse princípio de unidade não absorve as diversas partes. Portanto, em certo sentido se pode dizer que ele é descentralizado.

 


Há uma unidade nessa variedade. Mas a unidade não absorve a variedade. No corpo humano, há um entrosamento recíproco e uma hierarquia entre as partes: nossos órgãos são desiguais, conjugados e hierarquizados entre si. Uns são subordinados aos outros, uns servem aos outros.

 


Ensina a Sagrada Escritura no livro dos Provérbios (1:8-9): “Ouça, meu filho, a instrução de seu pai e não despreze o ensino de sua mãe. Eles serão um enfeite para a sua cabeça, um adorno para o seu pescoço”.
“A complementaridade do amor paterno e materno forma a plenitude do amor”, diz Plinio Corrêa de Oliveira. Essa complementaridade pode se manifestar de forma plena também na “homeschooling”. Lutemos, pois, por este alto ideal!

(*) Leo Danieli é jornalista, escritor e colaborador da Abim

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Noticias