Calculadora de longevidade prevê quantos anos de vida lhe resta | TVSOTEROPOLITANA.com Televisão via Internet

My Longevity é a aplicação que lhe permite fazer uma previsão de quantos anos de vida ainda lhe podem restar. O objetivo da calculadora é que os seus utilizadores adotem estilos de vida mais saudáveis.   Saber a data da sua morte influenciaria as suas ...

tecnologia, negócios, empreendimentos, aplicativos, designers, projetos, startup

Calculadora de longevidade prevê quantos anos de vida lhe resta

Publicado por: Redação
13/09/2020 14:43:19
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

My Longevity é a aplicação que lhe permite fazer uma previsão de quantos anos de vida ainda lhe podem restar. O objetivo da calculadora é que os seus utilizadores adotem estilos de vida mais saudáveis.

 

Saber a data da sua morte influenciaria as suas ações? Foi o que aconteceu com Tibério César. Convencido pelo astrólogo da corte, Trasilo de Mendes, de que ainda tinha muitos anos de vida pela frente, o velho e paranoico imperador optou por adiar o assassinato do seu herdeiro Calígula.

 

Mas, acreditando na previsão de Trasilo e baixando a guarda, Tibério inadvertidamente deu a Calígula tempo suficiente para envenená-lo primeiro. O resto, como dizem, é história – que Trasilo sobrestimou deliberadamente a esperança de vida do seu empregador.

 

Embora seja improvável que muitos de nós nos encontremos na posição de César, saber quantos anos nos restam pode influenciar muitos aspetos da nossa vida.

 

My Longevity, uma aplicação recentemente desenvolvida por investigadores da University of East Anglia, agora permite que cada um de nós seja o astrólogo da nossa própria esperança de vida. Mas quanta confiança devemos depositar nestas previsões?

 

A esperança de vida depende muito de onde você cresce ou mora. Portanto, quanto mais uma população díspar pode ser dividida em subpopulações que têm características em comum, mais as previsões se tornam precisas. Isto pode envolver a subdivisão da população por sexo (em média, as mulheres vivem mais do que os homens) ou tabagismo (por razões óbvias) ou ambos.

 

A equipe de investigadores utilizou uma versão sofisticada desta abordagem ao desenvolver a aplicação, baseada em estudos anteriores. Isto permite que a sua aplicação tenha em consideração os efeitos da esperança de vida em pessoas com fatores de risco graves, como colesterol alto, por exemplo.

 

O desenvolvimento da aplicação envolveu lidar com alguns problemas ao longo do caminho para estimar os benefícios potenciais para a saúde para a população em geral com base em testes clínicos. Isto ocorre porque existem discrepâncias entre os sujeitos do estudo e as populações por uma série de razões.

 

Por exemplo, um ensaio clínico dos efeitos do sumo de laranja em marinheiros com escorbuto mostrará benefícios profundos porque eles são um segmento restrito com deficiência de vitamina C. Mas quem espera ver os mesmos efeitos benéficos ao prescrever sumo de laranja para todos que fazem uma viagem de barco nos dias de hoje vai ficar profundamente desapontado.

 

A seriedade com que deve tratar as previsões de uma aplicação deste tipo é basicamente uma função de quão precisamente ela reflete a subpopulação na qual você se encaixa melhor.

 

A principal razão pela qual as calculadoras de esperança média de vida apresentam valores tão diferentes é porque há uma ampla gama de fatores que influenciam os resultados. Ser casado aumenta sua esperança de vida em comparação com ser solteiro, assim como ser feliz. Além do tabaco, os níveis de ingestão de frutas e vegetais influenciam a esperança de vida.

 

Talvez sem surpresa, os níveis de consumo de álcool e exercício fazem uma profunda diferença na esperança de vida. Essas são mudanças concretas no estilo de vida que as pessoas podem fazer e que podem acrescentar anos às suas vidas.

 

A equipe de cientistas de East Anglia espera que o acesso à calculadora incentive os utilizadores a adotarem estilos de vida mais saudáveis.

 

Fonte: Planeta ZAP // The Conversation

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Noticias

Vídeos relacionados